2015

Instalacão:

Um guia turístico, 2 faixas de áudio, 2 reproduções de mapas e 61 fichas destacadas (11 x 19 cm cada).
Dimensões variadas.

Objeto:

Caixa de 12 x 20 cm forrada em tecido com silkscreen contendo: 61 cartelas de 11 x 19 cm, 1 CD com duas faixas de audio e 2 mapas de 65 x 46 cm impressos em papel de arroz.

1/28

Todos os pontos é a contração do título completo que dá as instruções para o projeto: Percorrer no menor tempo possível todos os pontos de destaque gastronômico nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo segundo o guia Michelin 2015.


Essa nova versão do projeto iniciado em Buenos Aires em 2014 propõe uma comparação dos endereços da alta gastronomia no Rio de Janeiro e em São Paulo no Brasil. Ao seguir de perto toda a agenda do guia Michelin, traço uma cartografia urbana que indica o que há por trás da qualidade supostamente “universal” dos restaurantes “estrelados”. Criado em 1900 pelo fabricante de pneus André Michelin, esse sistema servia àqueles poucos que podiam adquirir um carro no início do século passado e continua a responder hoje à criteriologia de um grupo social específico que se define por seu elevado poder aquisitivo.


A obra é composta por 61 cartelas que indicam os itinerários percorridos e contém: a fotografia dos restaurantes, o horário de passagem, bem como o preço médio da refeição e a sua avaliação tal qual elaborada pelo próprio guia. Dois mapas e dois áudios, contendo a gravação dos itinerários de carro pelas cidades, completam a instalação. O projeto pode ser apresentado de três formas distintas: por meio da caixa contendo as fichas, mapas e demais objetos, da remontagem da instalação em um novo contexto expositivo, ou ainda ambos combinados.

São Paulo: trajeto de carro por 36 pontos em um total de 12 horas e 03 minutos (com uma pausa de 1 hora e 20 minutos). Com a participação de Pedro França e Bruno Nadkarni.

Rio de Janeiro: trajeto de carro por 19 pontos em um total de 7 horas e 55 minutos (com uma pausa de 1 hora e 24 minutos). Com a participação de Camila Goulart, Pedro Victor Brandão e Laura Cosendey.