2019

 

Performance musical:

Em colaboração com Tomás Oliveira, no serrote e banda Hurtmold.

Trecho de 02", pb, de filme Três Mulheres, Lev Arnshtam, 1935-6

Link Vimeo

1/16

A Internacional Serrotista é uma peça criada especialmente para a segunda edição do Serrote Ao Vivo, evento realizado no auditório do Instituto Moreira Salles (SP) em 23 de março de 2019. A obra responde a duas demandas de naturezas distintas: 1. observar o caráter performático do formato, no qual os autores apresentam seus ensaios ao vivo; e 2. fazer uso de um serrote, objeto que dá nome à revista.

 

À guisa de capa da publicação, A Internacional Serrotista abriu a noite com um curto trecho de Подруги [Três mulheres], de1935-6. Este filme, do realizador russo Lev Arnshtam, notabilizou-se por sua uma trilha sonora, arranjada por ninguém menos que Dmitri Shostakovich. E, notadamente, por uma versão do hino socialista “A Internacional” (1871), executada de forma propositalmente desastrada no então novo instrumento teremim.

 

A performance musical, realizada em colaboração com Tomás Oliveira, baseia-se na transposição desse mesmo arranjo dito "bêbado" para o serrote musical, instrumento caseiro cujo timbre é similar ao do instrumento eletrônico russo. Valendo-se de diversos loops gravados ao vivo, Tomás executou "A Internacional" na íntegra, contando ainda, ao final, com o improviso livre da banda de música experimental Hurtmold.     

 

Na esteira de uma eleição presidencial marcada pela especulação paranóica acerca do retorno de uma suposta “ameaça comunista”, o deboche de Shostakovitch na União Soviética parece ganhar por aqui ares de uma inquietante seriedade.